CURSO GRATUITO

INSCRIÇÕES ATÉ

21/06

Inscreva-se agora

O que é PMO?
Para que serve um PMO?
Funções de um PMO
Tipos de PMO
Diferença entre PMO e VMO

Desvende o poder do PMO e fortaleça a gestão de projetos!

Descubra como o PMO aprimora a gestão corporativa e conheça também as funções, tipos e benefícios da sua aplicação no gerenciamento de projetos.

Thiago Coutinho
Por: Thiago Coutinho
Desvende o poder do PMO e fortaleça a gestão de projetos!

Em qualquer organização, o gerenciamento de projetos pode ser considerado como uma atividade complexa e desafiadora. Por isso, muitas organizações encontraram no Project Management Office (PMO) uma forma de garantir o sucesso e a eficiência na execução de novas ideias e processos.

Essa abordagem tem como base a criação de uma estrutura centralizadora, que será capaz de desempenhar um papel fundamental na governança, no suporte e no aprimoramento contínuo dos projetos. Afinal, terá como foco o desenvolvimento e a aplicação de metodologias, processos e melhores práticas a fim de padronizar e alinhar as ações aos objetivos estratégicos da organização.

Quer entender mais a fundo sobre os detalhes do conceito e das principais funções do PMO, bem como sua importância na gestão eficaz de projetos? Então, confira este conteúdo até o final e descubra tudo o que você precisa saber através dos seguintes tópicos:

  • O que é PMO?;
  • Para que serve um PMO?;
  • Funções de um PMO;
  • Tipos de PMO;
  • Diferença entre PMO e VMO.

O que é PMO?

A sigla PMO é utilizada para designar a expressão em inglês Project Management Office. Sua tradução literal é escritório de gerenciamento de projetos e por si só já é capaz de passar uma ideia alinhada com o seu significado prático.

O PMO, em geral, é a forma de estrutura organizacional que desempenha um papel fundamental na gestão de projetos em uma empresa. O que pode ser feito através do suporte e orientação aos gerentes de projetos, bem como no auxílio no planejamento, execução, monitoramento e controle de cada ideia.

Sendo assim, dentro do PMO, existe a figura do gerente de projetos. Esse é o profissional responsável pela execução e entrega dos projetos dentro dos prazos, orçamentos e requisitos estabelecidos.

Para que isso seja alcançado, o gerente junto a sua equipe deve ser capaz de estabelecer metodologias de gestão, processos e boas práticas para a gestão de projetos na empresa, através da padronização e a adoção de abordagens eficazes, garantindo consistência e eficiência nas operações.

Dessa forma, para garantir o sucesso dos projetos, é necessário que o PMO esteja envolvido desde o início, desde a concepção de uma nova ação. Sendo fundamental para garantir que os objetivos estratégicos estejam alinhados na teoria e na prática.

Mas, para que serve um PMO? Confira em detalhes a seguir!

Para que serve um PMO?

Um PMO tem como objetivo centralizar e fortalecer a gestão de projetos na organização, garantindo a entrega bem-sucedida dos projetos, o alinhamento com a estratégia organizacional e a maximização do valor para a organização como um todo.

Por isso, é possível dizer que essa função serve para fornecer suporte e valor agregado à gestão de projetos, contribuindo assim para o sucesso dos projetos e o alcance dos objetivos estratégicos.

Sendo assim, isso é alcançado por meio da padronização de processos, compartilhamento de melhores práticas, gerenciamento de recursos, monitoramento e controle, suporte à tomada de decisão, promoção de uma cultura colaborativa entre outras ações.

Para descobrir mais a fundo quais são elas, confira as funções de um PMO no próximo tópico!

DICA!

Com o kit de ferramentas Gestão de Projetos, você receberá 3 templates de slides e 2 planilhas para monitorar o desempenho dos seus projetos através de KPI's, além de organizar e gerenciar seu tempo de forma eficiente. Dentre elas estão um Cronograma e uma Planilha de Acompanhamento de projetos!

Para ter acesso gratuito a essas ferramentas basta clicar no botão abaixo!

gestao de projetos

Funções de um PMO

Como você já pôde perceber, um PMO (Project Management Office) pode ter um escopo de trabalho variado e adaptável às necessidades de cada uma das organizações. Sendo assim, as funções podem variar de acordo com o nível da demanda, senioridade e detalhes de cada projeto.

Diante desse contexto, é possível elencar as atividades mais comuns de um PMO. Com isso, destacamos:

Desenvolvimento e implementação de metodologias de gerenciamento de projetos

O PMO é um dos pontos focais quando o assunto é a otimização dos processos e metodologias aplicadas à gestão de projetos dentro de uma organização.

Por isso, ele é responsável por desenvolver modelos de documentos, diretrizes e melhores práticas para o planejamento, execução, monitoramento e controle de práticas.

Suporte e orientação aos projetos

Toda a questão de suporte e orientação aos gerentes de projeto e às equipes de projetos em andamento também é fornecida pelo PMO.

Dessa forma, o profissional pode atuar como consultor, disseminador de conhecimento através de treinamentos e workshop, bem como facilitador dos processos fornecendo recursos e ideias estratégicas, como o lado mais visual do gerenciamento de processos.

Gestão de portfólio de projetos

Em alguns casos, é responsabilidade do PMO o gerenciamento do portfólio de projetos da organização. Isso envolve a avaliação e a seleção de projetos, a priorização com base nos objetivos estratégicos, a alocação de recursos, a análise de riscos e a monitorização do desempenho geral do portfólio.

Controle e acompanhamento de projetos

O PMO também acompanha o andamento dos projetos. Para isso, desenvolve atividades como:

  • Coleta informações sobre o status e o desempenho;
  • Fornece relatórios regulares para a alta direção;
  • Identifica problemas e desvios em relação aos objetivos estabelecidos;
  • Facilita a tomada de decisões informadas e ações corretivas.

Padronização de processos

Para ter um processo mais uniforme e reports padronizados, cabe ao PMO desenvolver e manter atualizados os modelos de documentos, templates e diretrizes para a gestão de projetos.

Essa função é fundamental para garantir a consistência e a conformidade em todos os projetos da organização. Tornando, assim, a comunicação mais assertiva e a colaboração entre as equipes mais fácil.

Gestão de recursos

Outro ponto muito importante dentre as funções de um PMO é o papel na gestão centralizada de recursos. Dentre as atividades dessa vertente estão a alocação e o planejamento de recursos humanos, materiais e financeiros para os projetos.

Melhoria contínua

Por fim, uma das funções do PMO é a busca e a implementação da melhoria contínua. Para isso, é necessário controlar os processos, avaliar os indicadores e outros outputs, bem como fazer análises de riscos e colher feedbacks das pessoas envolvidas.

Nesse sentido, cabe ao PMO criar planos de ação, colocá-los em prática, disseminar as melhores práticas e acompanhar os resultados alcançados.

Para o sucesso desse ponto, confira também as habilidades requisitadas de um gerente de projetos. Afinal, são cargos que se complementam e potencializam os impactos em toda a companhia.

Agora que você já entendeu quais são as principais funções, é hora de conhecer os tipos de PMO existentes. Para isso, leia o próximo tópico!

Tipos de PMO

Diferentes projetos, podem demandar diferentes focos de um PMO. Pensando nisso, é possível dividir essa função em alguns tipos. Os três principais são:

PMO de Suporte

O PMO de Suporte (Supportive PMO) é o tipo que possui foco em atuar como um centro de recursos, fornecendo suporte e orientação aos projetos. Por isso, é possível destacar que ele possui um papel consultivo. Sendo assim, executa funções como:

  • Fornecer melhores práticas;
  • Elaborar os modelos de documentos e demais padrões;
  • Oferecer treinamentos e capacitações para as equipes em gerenciamento de projetos;
  • Auxiliar na implementação de processos e metodologias;
  • Ser um facilitador no gerenciamento de projetos para o sucesso dos mesmos.

PMO de Controle

Já o PMO de Controle (Controlling PMO) possui um nível mais alto de controle sobre os projetos. Diante disso, suas atividades são:

  • Definir os processos, padrões e diretrizes que os projetos devem seguir;
  • Monitorar o desempenho dos projetos;
  • Coletar informações sobre o andamento e o status;
  • Fazer relatórios para a alta direção da organização;
  • Estar envolvido na seleção e priorização de projetos;
  • Alocar recursos nas ações;
  • Definir metas;
  • Acompanhar o cumprimento dos prazos e orçamentos.

PMO Diretivo

Por fim, temos o PMO Diretivo (Directive PMO). Esse tipo é conhecido por possuir o mais alto nível de controle e influência sobre os projetos. Afinal, diferente dos demais, ele tem autoridade direta sobre e assume a responsabilidade pela sua entrega bem-sucedida.

Para isso seja atingido, é preciso que o PMO Diretivo desempenhe as seguintes funções:

  • Definir e impor processos, metodologias, padrões e políticas de gerenciamento de projetos;
  • Selecionar, iniciar, executar e encerrar projetos;
  • Ser responsável pelo gerenciamento centralizado de recursos;
  • Ser o gestor de portfólio de projetos; 
  • Ser parte integrante da tomada de decisões estratégicas relacionadas a projetos.

Apesar de existirem essas divisões teóricas bem definidas, é comum que as companhias moldem as funções e responsabilidades de acordo com as demandas específicas.

Por isso, é comum se deparar com situações em que PMO combine características de mais de um tipo, adaptando-se às necessidades específicas da organização e dos projetos.

PMO e VMO são conceitos que muitas pessoas confundem. Para que você não seja uma delas, entenda com clareza suas aplicações no tópico abaixo!

Diferença entre PMO e VMO

Apesar de serem dois termos que se entrelaçam em alguns pontos, PMO (Project Management Office) e VMO (Value Management Office) possuem diferenças conceituais que precisam ser levadas em consideração para que sejam utilizados em contextos corretos.

Esses pontos divergentes tangem normalmente ao foco e a responsabilidade de cada uma das vertentes. Para que você entenda mais a fundo, separamos detalhes a seguir!

O PMO (Project Management Office) é uma estrutura organizacional com o objetivo de centralizar e padronizar a gestão de projetos dentro das empresas em que é aplicada. Para isso, a metodologia fornece:

  • Suporte e orientação para acompanhamento de projetos em andamento;
  • Formas de avaliação para a seleção, priorização e execução de novos projetos;
  • Maneiras de aplicar outras metodologias em conjunto, como a gestão ágil de projetos.

Dessa forma, é possível entender a atuação do PMO como um centro de excelência em gerenciamento de projetos. Afinal, ele é responsável por estabelecer políticas, processos, metodologias e ferramentas para garantir que as entregas e metas sejam entregues com sucesso.

A função de PMO é responsável por:

Já o VMO (Value Management Office) é um tipo de estrutura organizacional que se concentra na gestão dos fornecedores externos de uma organização.

Dessa forma, diferente do PMO, a sua meta principal é garantir que as relações com os fornecedores sejam eficientes, produtivas e alinhadas aos objetivos estratégicos da organização. Para tanto, o foco de atuação está em selecionar, avaliar, contratar e manter o gerenciamento contínuo dessa parte da cadeia.

Por isso, está dentro das suas atribuições:

  • Estabelecer padrões de desempenho;
  • Monitorar os acordos contratuais;
  • Gerenciar os relacionamentos com os fornecedores; 
  • Acompanhar os níveis de serviço;
  • Buscar oportunidades de melhoria na cadeia de suprimentos;
  • Negociar cláusulas de contratos;
  • Resolver eventuais disputas com fornecedores;
  • Otimizar as relações com fornecedores externos. 

Dessa forma, é possível afirmar que o VMO se concentra na gestão dos fornecedores externos, enquanto o PMO se relaciona à gestão de projetos internos, garantindo a eficiência e a entrega bem-sucedida dos projetos.

Vale ressaltar que ambos desempenham papéis fundamentais no que tange a governança e a gestão dos projetos e fornecedores de uma instituição.

Para facilitar seu processo de Gestão!

Melhorar resultados, desenvolver projetos e continuidade de processos são alguns dos objetivos por trás da utilização de ferramentas de gestão. Porém, como saber qual utilizar em cada situação?

Pensando nisso, desenvolvemos a Planilha Ferramentas de Gestão, com a explicação e o modelo das 6 ferramentas principais utilizadas em empresas de todo o mundo!

Baixe agora e tenha acesso às ferramentas que vão te ajudar a atingir seus objetivos e fazer as melhores escolhas!


planilha de gestão

Thiago Coutinho

Thiago Coutinho

Thiago é formado em Engenharia de Produção, pós-graduado em estatística e mestre em administração pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Black Belt em Lean Six Sigma, trabalhou com metodologias para redução de custos e otimização de processos na Votorantim Metais, ingressando posteriormente na MRS Logística como trainee, onde ocupou posições de gestor e especialista em melhoria contínua. Com certificação Microsoft Office Specialist (MOS®) e Auditor Lead Assessor ISO 9001, atendeu a diversas empresas em projetos de consultoria, além de treinamentos e palestras relacionadas a Lean Seis Sigma, Carreira e Empreendedorismo em congressos de renome nacional como o ENEGEP (Encontro Nacional de Engenharia de Produção) e internacional como Congresso Internacional Six Sigma Brasil. No ambiente acadêmico atua como professor de cursos de Graduação e Especialização nas áreas de Gestão e Empreendedorismo. Empreendedor serial, teve a oportunidade de participar de empreendimentos em diversos segmentos. Fundador do Grupo Voitto, foi selecionado no Programa Promessas Endeavor, tendo a oportunidade de receber valiosas mentorias para aceleração de seus negócios. Atualmente é mentor de empresas e se dedica à frente executiva da Voitto, carregando com seu time a visão de ser a maior e melhor escola on-line de gestão do Brasil.

kit gestão estrategica

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2024 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Kit] Gestão Estratégica

Para baixar o material, preencha os campos abaixo:

Possui graduação completa?

Concordo em receber comunicações de acordo com a Política de Privacidade.