ANIVERSÁRIO VOITTO

A MAIOR OFERTA DO ANO! TODO SITE COM ATÉ50% OFF

O que é Carta de Controle?
Para que serve a Carta de Controle?
Vantagens da Carta de Controle
Tipos de Carta de Controle
Como criar uma Carta de Controle?
Continue se especializando com a Voitto!

Conheça os benefícios de uma Carta de Controle e o passo a passo para criá-la!

Descubra as principais áreas de aplicação da Carta de Controle, as suas funções e o tutorial completo para colocá-la em prática em sua equipe.

Thiago Coutinho
Por: Thiago Coutinho
Conheça os benefícios de uma Carta de Controle e o passo a passo para criá-la!

A Carta de Controle é uma das ferramentas da qualidade utilizada para realizar um controle estatístico de processos. Ela é essencial para a análise dos resultados de suas atividades, identificando os erros e o que está fora da linha de controle.

Além disso, ela também mostra, de forma dinâmica, informações relevantes sobre um processo levando em conta um padrão de referência estabelecido anteriormente. Isso contribui para a entrega de resultados mais eficientes em sua empresa.

Medidas podem ser aplicadas para evitar ou corrigir essas variações indesejadas. Continue neste artigo e confira como o Gráfico ou Carta de Controle pode ajudar na inspeção de processos por meio dos seguintes tópicos:

●     O que é Carta de Controle?

●     Para que serve a Carta de Controle?

●     Vantagens da Carta de Controle

●     Tipos de Carta de Controle

●     Como criar uma Carta de Controle?

Boa leitura!

O que é Carta de Controle?

A Carta de Controle é um instrumento utilizado na análise da mudança de dados de um processo, determinando esses números dentro de um limite definido e aceitável. Ela também mostra de forma dinâmica informações relevantes a partir de valores de referência.

Essa análise permite a interpretação dos resultados obtidos nos procedimentos, identificando as suas falhas e como colocar as melhorias no desenvolvimento dos produtos na prática. Por isso, ela é imprescindível no controle de qualidade de uma companhia.

Vale lembrar que essa análise de resultados é feita a longo prazo, encontrando mudanças relacionadas a um padrão, prevendo a performance dos itens e buscando formas de solucionar os gargalos. Graças a elas, mais e melhores soluções são entregues durante as operações continuamente.

Por meio dela, é possível identificar as causas comuns e as causas especiais. Enquanto as causas comuns são aquelas variações específicas do procedimento, que podem ser reduzidas, as causas especiais estão relacionadas a mudanças que excedem os limites e precisam ser eliminadas.

Para que serve a Carta de Controle?

A Carta de Controle é utilizada para controlar a qualidade dos produtos e serviços de sua empresa, por meio da vistoria de seus processos e suas variações. Com ela, é possível identificar os desvios dos padrões e como isso pode ser evitado e corrigido.

A identificação de padrões também permite encontrar possíveis causas dos erros nos processos, beneficiando a busca por soluções nos procedimentos e a previsão de desempenhos futuros.

Uma outra utilidade é a geração de novas ideias para aperfeiçoar os processos a partir das análises obtidas. A observação de pontos fora de suas previsões possibilita a investigação das causas raízes e, assim, definir como elas podem ser anuladas.

Vantagens da Carta de Controle

A Carta de Controle viabiliza que você demonstre a estabilidade de um procedimento em determinado período de tempo, identificando possíveis defeitos em equipamentos ou processos.

Além disso, também é possível diminuir retrabalhos, reduzir desperdícios, otimizar o orçamento, identificar oportunidades de aperfeiçoamento e garantir a melhoria contínua ao longo do tempo.

Oferecer uma produção mais uniforme, sem erros e gargalos nos processos, se aproxima mais da satisfação do cliente em relação às especificações do produto ou serviço em questão.

Um dos principais objetivos das ferramentas da qualidade é identificar as causas raízes das irregularidades dos processos e evitá-las com antecipação. Isso contribui para a melhoria dos procedimentos internos, alcançando sucesso com o produto ou serviço final.

Tipos de Carta de Controle

Confira a seguir os dois tipos, vantagens e principais definições de cada Carta de Controle:

Carta de Controle por Atributos

Essa carta analisa as características do processo de maneira visual, para aplicar ações corretivas. Por isso, os dados relacionados a defeitos devem ser definidos e assim identificados.

Assim, esse tipo é utilizado no controle dos processos para identificar a quantidade ou a porcentagem de itens com defeito no total definido.

●     Carta P: utilizada quando o atributo de qualidade é representado pela proporção de itens produzidos com defeito.

●     Carta C: utilizada na análise do número total de defeitos em uma única peça do produto.

●     Carta U: utilizada na análise do número total de defeitos em mais peças do produto.

●     Carta NP: utilizada na análise do número de itens que não estão conformes ao padrão pré-estabelecido.

Carta de Controle por Variáveis

Já a Carta de Controle por Variáveis contém medições analíticas e complexas. Nela, são definidas as características a serem analisadas (tamanho, peso, extensão, longitude, densidade…) e criados um gráfico para a média e outro para a amplitude.

Dessa forma, essas Cartas devem ser usadas se há formas de metrificar essas variações e implementar os procedimentos para medir os produtos, aplicando ações preventivas e identificando as falhas com maior facilidade.

●     Carta X-Am: utilizada quando o subgrupo da amostragem é igual a um e é preciso calcular a amplitude móvel entre os subgrupos.

●     Carta X-R: utilizada quando o subgrupo da amostragem está entre dois e nove, principalmente na indústria.

●     Carta X-S: utilizada quando o subgrupo da amostragem é igual ou maior que dez.

Antes de continuar o aprendizado, tenho um presente para você! 

O Excel é uma ferramenta super utilizada para criação de gráficos e planilhas, se você ainda não possui os conhecimentos básicos da ferramenta, não se preocupe, eu tenho um presente para você!

Com o Ebook Guia do Excel para Iniciantes da Voitto, você dará o primeiro passo no seu desenvolvimento e melhor, de forma gratuita. Não perca tempo, clique no banner e saiba mais.

Guia Excel para Iniciantes

Como criar uma Carta de Controle?

A Carta de Controle é estruturada a partir de três linhas principais de referência: linha inferior, linha superior e linha média:

●     Linha Superior de Controle (LSC): Corresponde à média somada a 3 vezes o desvio padrão dividido pela raiz da amostra (n).

●     Linha Inferior de Controle: Corresponde à média subtraída 3 vezes o desvio padrão dividido pela raiz da amostra (n).

●     Linha Média (LC): Corresponde à média e se encontra exatamente entre o Limite Superior de Controle e o Limite Inferior de Controle.

Assim, aquelas variações que ocorrerem entre os limites são aquelas de causas comuns, mesmo que aleatórias. Já aquelas que ocorrerem acima do limite superior ou sob o limite inferior são transformações de causas especiais.

Caso haja um modelo comum dentre as mudanças, ainda que entre os limites superior e inferior, demonstra a não padronização do processo e a aparição de causas especiais. Alguns desses comportamentos são:

●     Um ou mais pontos fora do limite de controle;

●     Sete ou mais pontos consecutivos acima ou abaixo da linha central;

●     Seis pontos consecutivos em linha ascendente ou descendente contínuos;

●     14 pontos consecutivos alternando para cima e para baixo;

●     Três pontos consecutivos sendo dois deles do mesmo lado e fora de ⅔ em relação à linha central;

●     15 ou mais pontos consecutivos pertencentes a um intervalo de ⅓ em relação à média;

●     Oito pontos em ambos os lados da região central com nenhum deles  entre os limites de ⅓ da linha média.

Esses gráficos ajudam no entendimento das variações presentes em cada atividade, impactando em suas realizações e definindo melhorias que podem ser colocadas em prática.

Como criar uma Carta de Controle no Excel

A Carta de Controle, ou Gráfico de Shewhart, é composta por um gráfico visual que mostra os dados coletados em intervalos de tempo específicos, uma linha horizontal que facilita a observação de tendências e mais linhas horizontais que representam os limites superiores e inferiores da observação.

Para criá-la no Excel, é preciso definir um período e coletar os dados de suas amostras. Após, criar uma coluna com o número de itens e mais colunas com as medições realizadas nas amostras. Em seguida, calcular a média e a dispersão das amostras e suas medições.

Depois, calcular a média do processo e a média das amplitudes (R barra). Também calcula o desvio padrão com a divisão do R barra pela constante D2 (tabelada segundo a dimensão da amostra).

Agora é hora de calcular o limite superior central, do limite central e o limite inferior central da média (X barra) e da amplitude (R barra) para a estruturação da carta. Assim como nos cálculos, será um gráfico conforme a média e outro para a amplitude.

Gráfico das médias

Aproximada da tabela de itens, crie mais três colunas (LSC Xbar, LC Xbar, LIC Xbar), colocando os seus valores adequados. Pressione CTRL e selecione junto às colunas da média, LSC Xbar, LC Xbar e LIC Xbar. Depois, clique em adicionar gráfico de linhas.

Gráfico da dispersão

Da mesma forma, crie mais três colunas (LSC Rbar, LC Rbar,  LIC Rbar) do lado da tabela de amplitudes. Pressione CTRL e selecione junto às colunas da amplitude, LSC Rbar, LC Rbar e LIC Rbar. Depois, clique em adicionar gráfico de linhas.

Continue se especializando com a Voitto!

Como abordado anteriormente, o Excel é uma ferramenta que possibilita a criação de Cartas de Controle de maneira mais simples e rápida.

Não perca mais tempo, garanta seu aprendizado na ferramenta mais requisitada pelas grandes empresas e dê um passo à frente na hora de conquistar aquela vaga dos sonhos!

Com o curso Excel do Básico ao Intermediário da Voitto, mesmo que você nunca tenha usado a ferramenta, você será capaz de criar gráficos dinâmicos e aumentar sua produtividade em nível exponencial.

Clique no banner e saiba mais!

Excel básico ao Intermediário

Thiago Coutinho

Thiago Coutinho

Thiago é formado em Engenharia de Produção, pós-graduado em estatística e mestre em administração pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Black Belt em Lean Six Sigma, trabalhou com metodologias para redução de custos e otimização de processos na Votorantim Metais, ingressando posteriormente na MRS Logística como trainee, onde ocupou posições de gestor e especialista em melhoria contínua. Com certificação Microsoft Office Specialist (MOS®) e Auditor Lead Assessor ISO 9001, atendeu a diversas empresas em projetos de consultoria, além de treinamentos e palestras relacionadas a Lean Seis Sigma, Carreira e Empreendedorismo em congressos de renome nacional como o ENEGEP (Encontro Nacional de Engenharia de Produção) e internacional como Congresso Internacional Six Sigma Brasil. No ambiente acadêmico atua como professor de cursos de Graduação e Especialização nas áreas de Gestão e Empreendedorismo. Empreendedor serial, teve a oportunidade de participar de empreendimentos em diversos segmentos. Fundador do Grupo Voitto, foi selecionado no Programa Promessas Endeavor, tendo a oportunidade de receber valiosas mentorias para aceleração de seus negócios. Atualmente é mentor de empresas e se dedica à frente executiva da Voitto, carregando com seu time a visão de ser a maior e melhor escola on-line de gestão do Brasil.

Clique aqui e inscreva-se!

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2024 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Curso] Excel Avançado

Para baixar o material, preencha os campos abaixo:

Possui graduação completa?

Concordo em receber comunicações de acordo com a Política de Privacidade.