ANIVERSÁRIO VOITTO

A MAIOR OFERTA DO ANO! TODO SITE COM ATÉ50% OFF

Onde e como rodar Python?
Como executar código Python de maneira automática
Aprenda data science!

A dúvida de muitos iniciantes: onde e como rodar Python? Aprenda agora tudo isso!

Para quem está iniciando na programação pode ser difícil entender como rodar Python, por isso, criamos um guia para te ajudar a compreender esta linguagem.

Thiago Coutinho
Por: Thiago Coutinho
A dúvida de muitos iniciantes: onde e como rodar Python? Aprenda agora tudo isso!

Python é uma linguagem de programação de alto nível que é utilizada em diferentes aplicações, como desenvolvimento sites e softwares, ciência de dados e machine learning.

Esta linguagem de programação é uma das mais fáceis e versáteis. Nesse sentido, ela é bastante procurada pelos iniciantes e mais amada pelos programadores experientes.

O Python foi criado pelo matemático e programador holandês Guido van Rossum em 1991. O objetivo de sua criação foi tornar a leitura de códigos mais otimizada e estimular a produtividade, afinal, a linguagem Python é bem simplificada quando comparada a outras.

Existem diversas aplicações, desde inteligência artificial, programação web até data science. Por isso, muitos querem saber onde rodar Python.

Um exemplo disso é que a linguagem Python se tornou uma das preferidas dos programadores. De acordo com o ranking TIOBE, que indica a popularidade das linguagens de programação, Python é a terceira mais utilizada pelos desenvolvedores.

Dessa forma, é muito importante saber como e onde rodar Python. Separamos maneiras muito simples para fazer isso, para que você possa começar a testar seus códigos imediatamente! Então, hoje vamos aprender:

  • Onde e como rodar Python?
  • Como executar código Python de maneira automática.

Onde e como rodar Python?

Caso você tenha começado a programar agora e ainda não saiba  onde e como rodar Python, vamos te ajudar.

Vamos te apresentar quatro formas de rodar Python de maneiras bem simples. Em uma delas, você pode até utilizar recursos nativos do Windows. Mas certifique-se de ter a versão correta do Python instalada!

Vamos conferi-las:

1. Prompt de Comando

Esse é o modo mais prático de rodar Python. Como já citamos anteriormente, ele utiliza um recurso nativo do Windows.

Assim, você não precisa fazer nenhuma instalação adicional além do Python. Por isso, você pode utilizá-lo em várias situações, principalmente quando quer testar algum programa que já está finalizado.

Para isso, precisamos abrir a janela do prompt de comando. Podemos fazer isso de duas formas: a primeira é procurando o termo “cmd” na barra de pesquisa do Windows. Se uma tela preta (e até meio confusa para alguns) abrir, pronto! Esse é o prompt de comando.

Como acessar o prompt de comando do Python


Outra forma é ir diretamente na pasta onde seu programa está salvo. Quando localizá-la, pressione a tecla “Shift” e clique com o botão direito na pasta. Depois, selecione a opção “Abrir janela de comando aqui”.

Após isso, digite “python nome_do_programa.py” e o código vai começar a rodar no prompt de comando. Fácil, né?

Pagina do prompt de comando


Também podemos utilizar o prompt de comando como um interpretador Python, ou seja, ele vai processar o código lendo o programa, compilando-o e fazendo a execução ao mesmo tempo.

Isso permite que você possa rodar comandos digitados na hora. Para fazer isso, basta digitar “python” na janela de comando.

A desvantagem desse método é que ele não conta com algum editor integrado, como veremos mais adiante.

É uma ferramenta que facilita muito o desenvolvimento, e permite escrever os códigos. Nos próximos métodos, vamos ver programas que conseguem escrever e rodar Python de forma integrada.

2. IDLE Shell

Toda instalação do Python vem com um IDLE, em português, Ambiente de Aprendizado e Desenvolvimento Integrado (Integrated Development and Learning Environment).

Eles são programas que te ajudam a escrever seu código Python de maneira mais eficiente.

Dentre todos os IDEs (Ambiente de Desenvolvimento Integrado), o IDLE é a ferramenta perfeita para os iniciantes. Foi desenvolvido utilizando bibliotecas nativas da linguagem e conta com recursos básicos e suficientes para rodar Python.

Ele vem incluso com as instalações de Python para Windows e Mac, quando feitas pelo site oficial. Se você é um usuário de Linux, pode baixá-lo por meio de um gerenciador de pacotes.

Depois de instalado, você pode usá-lo como um interpretador interativo ou editor de arquivos. Por isso, temos duas janelas: o IDLE Shell e o IDLE Editor.

O IDLE Editor permite que você crie seu código, salve ele no formato .py e rode no IDLE Shell.

Já o IDLE Shell, que é o que nos interessa mais, roda o programa conforme o usuário digita as linhas de código e pressiona Enter.  Ele é o melhor local para testar seus programas, ao rodar Python, por utilizar uma estrutura de Read-Eval-Print-Loop (REPL).

IDLE Shell


Isso quer dizer que ele lê um comando, avalia seu resultado e o apresenta na tela. Depois, o Shell lê o próximo comando e repete o processo, em loop.

Assim, o IDLE Shell é uma excelente alternativa para testar pequenos programas. Você pode acessá-lo pelo próprio terminal do IDLE, que abrirá o Shell imediatamente.

Já dentro da tela, para rodar um programa, é só abrir o arquivo diretamente ou ir na na tela do IDLE Editor (File > Open) e selecionar a opção Run > Run Module.

Esse método é bastante interessante porque conta com o editor e interpretador em um lugar só, facilitando muito o trabalho de desenvolvimento. É bem mais prático conseguir escrever os códigos e testá-los no mesmo lugar.

3. PyCharm

O PyCharm é mais um IDE que fornece uma gama enorme de ferramentas essenciais para os desenvolvedores de Python, totalmente integradas para criar um ambiente de aprendizado e desenvolvimento produtivo. Ele é utilizado para criar programas Python, web e data science.

Ele está disponível em três edições: Professional, Community e Edu. Essas duas últimas são open source e gratuitas, mas, em contrapartida, possuem menos funcionalidades.

A versão Edu disponibiliza cursos e ajuda a aprender a programar e rodar Python. Já a Professional é a edição comercial mais completa.

O PyCharm é multiplataforma, ou seja, pode ser instalado no Windows, macOS ou Linux.

Para rodar Python nesse IDE é muito simples: crie um novo projeto e elabore seu código ou utilize um já existente. Depois, clique com o botão direito do mouse na área de edição e selecione a opção “Run nome_do_programa”. Você também pode utilizar o atalho Ctrl + Shift + F10.

Depois disso, o PyCharm irá apresentar algo parecido com um prompt de comando na parte inferior da tela. É ali que o programa vai rodar.

PyCharm


Você também pode interagir escrevendo comandos e pressionando a tecla Enter para executá-los. Os resultados são exibidos na parte superior do painel.

Usando as teclas para cima e para baixo, você vê o histórico de comando e pode executá-los de novo se quiser.

O menu de contexto nessa mesma parte da tela pode copiar todos os resultados para área de transferência, compará-los com os resultados atuais ou remover todas as saídas do prompt.

Visual Studio Code

O Visual Studio Code é um IDE onde você pode editar e criar códigos. A plataforma também inclui compiladores, ferramentas de conclusão de código e outros recursos.

Disponível para os sistemas operacionais mais conhecidos ( Windows, macOS e Linux), o VS Code é leve e destinado a diferentes linguagens de programação.

Para rodar o Python no VS Code, você deve criar uma nova pasta vazia no seu computador e depois abri-la no programa através do “Open Folder”.

Como abrir Folder no VS Code


Depois, você deve começar a criar seu arquivo Python clicando no ícone “New File”:

Como gerar um New Filer no VS Code


Você deverá instalar a extensão do Python no menu extensões (Ctrl+Shift+X). Logo em seguida, você já pode começar a criar códigos.

O exemplo a seguir usa o interpretador do Python inserindo print("Hello World").

Exemplo de código sendo usado no VS Code

Como executar código Python de maneira automática 

Automatizar execuções da linguagem Python pode auxiliar na sua produtividade, por isso vamos ensinar como fazer isso. Para começar, é essencial que você verifique se o código que deseja automatizar está funcionando normalmente.

Além disso, para que a automatização seja feita nós vamos utilizar o “Agendador de Tarefas do Windows” e também um arquivo extensão .py.

Janela de Agendador de Tarefas


Já com o agendador aberto, você deverá encontrar a aba “Ações” do lado direito e selecionar a opção “Criar Tarefa Básica”.

Uma nova tela vai aparecer e você vai escrever o nome e uma descrição para a tarefa:

Janela Criar Tabela Básica


Depois, você terá a opção de escolher quando a tarefa será executada.

Janela de frequência do disparador


Neste exemplo, escolhemos a opção “Diariamente” e definimos a data de início e repetição.

Ao avançar, você deve clicar na opção “Iniciar um Programa” e, então, será possível rodar o código a partir do nosso programa de Python.

Janela Iniciar um Programa


Nesta etapa você vai preencher 3 informações:

  • A primeira é onde está instalado o Python no seu computador, você pode usar a opção “Procurar” para encontrá-lo;
  • A segunda informação é o nome do arquivo que será executado;
  • A terceira pede para que você coloque o caminho onde esse arquivo está.

Agora basta clicar em avançar e concluir para agendar a tarefa. Pronto, seu código será executado automaticamente.

Lembrando que essa ação só funcionará caso seu computador esteja ligado no horário que você agendou para que a tarefa seja efetuada.

Aprenda data science!

Deseja aprender mais sobre Python e não saber por onde começar?

Foi pensando nisso que desenvolvemos o Ebook Primeiros passos com Python ! Um material que é mais do que essencial para o estudo inicial de programação em Python.

Com ele você verá os principais fundamentos e sintaxes da linguagem para dar start nos conhecimentos de programação.

Seja o profissional que o mercado procura e baixe agora o nosso Ebook Primeiros passos com Python!

Primeiros passos com Python, baixe agora!

Thiago Coutinho

Thiago Coutinho

Thiago é formado em Engenharia de Produção, pós-graduado em estatística e mestre em administração pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Black Belt em Lean Six Sigma, trabalhou com metodologias para redução de custos e otimização de processos na Votorantim Metais, ingressando posteriormente na MRS Logística como trainee, onde ocupou posições de gestor e especialista em melhoria contínua. Com certificação Microsoft Office Specialist (MOS®) e Auditor Lead Assessor ISO 9001, atendeu a diversas empresas em projetos de consultoria, além de treinamentos e palestras relacionadas a Lean Seis Sigma, Carreira e Empreendedorismo em congressos de renome nacional como o ENEGEP (Encontro Nacional de Engenharia de Produção) e internacional como Congresso Internacional Six Sigma Brasil. No ambiente acadêmico atua como professor de cursos de Graduação e Especialização nas áreas de Gestão e Empreendedorismo. Empreendedor serial, teve a oportunidade de participar de empreendimentos em diversos segmentos. Fundador do Grupo Voitto, foi selecionado no Programa Promessas Endeavor, tendo a oportunidade de receber valiosas mentorias para aceleração de seus negócios. Atualmente é mentor de empresas e se dedica à frente executiva da Voitto, carregando com seu time a visão de ser a maior e melhor escola on-line de gestão do Brasil.

Conteúdo relacionado

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2024 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Fundamentos Essenciais Para Python

Para baixar o material, preencha os campos abaixo:

Possui graduação completa?

Concordo em receber comunicações de acordo com a Política de Privacidade.