ANIVERSÁRIO VOITTO

A MAIOR OFERTA DO ANO! TODO SITE COM ATÉ50% OFF

O que é o Programa 5S?
Benefícios da Implantação do Programa 5S
Como Fazer a Implantação do Programa 5S
O que é o Ciclo PDCA?
Como o PDCA é Utilizado na Implantação do Programa 5S?

Aprenda como o PDCA possui importante papel para a implementação do Programa 5S em uma empresa!

Aprenda a realizar a implantação do Programa 5S em sua organização com o auxílio do ciclo PDCA na estruturação do método!

Thiago Coutinho
Por: Thiago Coutinho
Aprenda como o PDCA possui importante papel para a implementação do Programa 5S em uma empresa!

Muitos praticantes das técnicas de Lean Seis Sigma consideram que o Programa 5S é apenas uma ferramenta, mas na verdade ele é bem mais do que isso.

O 5s é uma cultura que deve ser construída dentro de qualquer organização que visa a melhoria contínua do ambiente de trabalho e dos processos produtivos.

Mas você já parou para pensar em como o ciclo PDCA pode contribuir para a implementação do 5s?

O ciclo PDCA é considerado o melhor método para estruturar a cultura 5S e, ainda mais, garantir seu sucesso.

Deu curiosidade? Então vem comigo, pois neste artigo você vai aprender:

  • O que é o programa 5s?
  • Benefícios da implantação do 5s
  • O que é o Ciclo PDCA?
  • Como o PDCA é utilizado na implantação do 5s?
  • Como fazer a implantação do programa 5s?

O que é o Programa 5S?

O programa 5s é um programa de qualidade que tem por objetivo melhorar o ambiente de trabalho, promovendo como consequência o aumento da produtividade. O 5s tem por base cinco sensos: utilização, organização, limpeza, bem estar e autodisciplina.

Muitas vezes associados a outras metodologias, como a TPM (Manutenção Produtiva Total), Just in Time e o Lean Manufacturing, os cinco sensos podem ser definidos da seguinte forma:

  • Seiri (utilização): selecionar apenas as ferramentas e materiais necessários para cada tarefa;
  • Seiton (organização): criar um local de trabalho organizado em que cada coisa possui seu lugar;
  • Seiso (limpeza): esforços para manter o ambiente de trabalho limpo para funcionar bem;
  • Seiketsu (padronização): padronizar o funcionamento operacional das atividades;
  • Shitsuke (autodisciplina): criar uma cultura e assegurar a prática de todos os 
  • sensos anteriores.

Separamos uma super dica para você!

Confira agora a nossa Checklist para definição de projetos Lean Seis Sigma e coloque em prática todos os ensinamentos da metodologia Lean Seis Sigma!

Um Projeto Lean Seis Sigma deve ter o objetivo de resolver um problema de difícil solução, ou seja, não gaste esforço realizando um projeto para um problema que podemos resolver utilizando um PDCA ou simplesmente “ver e agir”. Para isso este Checklist foi planejado e criado para que você alcance resultados na prática e se organize para atingir a excelência operacional.

Está esperando o que? Utilize nosso checklist de preenchimento e tenha bons resultados!

checklist lean seis sigma


O 5S surgiu então  visando aumentar a eficiência e a produtividade de equipamentos, materiais, processos e pessoas. Vamos conhecer mais alguns benefícios da implementação dele?

Benefícios da Implantação do Programa 5S

Ao longo do tempo, o 5S pode trazer muitos benefícios, como:

Curtiu, né? Agora é chegada a hora de aprender como implementar o programa 5S no seu negócio! No próximo tópico explicamos como.

Como Fazer a Implantação do Programa 5S

Seiri (Utilização)

O primeiro senso do programa é fazer umaação para identificar e eliminar todos os itens que são desnecessários no ambiente de trabalho.

É possível traçar uma forte relação entre o Seiri e a metodologia Just in Time - apenas o que é preciso, na quantidade necessária e na hora que é preciso.

Uma estratégia para identificar os itens desnecessários é marcá-los com etiquetas vermelhas, como uma folha de verificação de utilidade.


Etiquetas para identificar itens desnecessários


Para fazer isso, devem ser feitas as seguintes perguntas sobre cada elemento do ambiente:

  • Este item é necessário?
  • Se é necessário, eu preciso desta quantidade?
  • Com qual frequência é utilizado?
  • Se preciso deste montante, precisa ficar localizado aqui?

Após respondidas as questões acima, é a hora de agir:

  • Descartar de maneira correta o que não será utilizado;
  • Realocar certos itens;
  • Manter os elementos necessários.

É importante classificar os itens de acordo com a frequência de uso. Equipamentos que são utilizados de hora em hora devem ser mantidos ao alcance das mãos de quem vai operá-los.

Itens que são necessários uma vez por semana ou algumas vezes ao mês não precisam ficar sempre ao alcance, mas devem ser mantidos dentro do local de trabalho.

Por outro lado, elementos que raramente são usados devem ser guardados em um estoquemais distante, designado para uso daquele departamento.

Para auxiliar neste processo, você pode registrar fotografias de “antes e depois”, que também podem servir para a produção de um relatório mais completo, explicitando as melhorias trazidas pela adoção do programa 5S.

2.Seiton (Organização)

Seiton significa colocar os itens necessários em ordem de forma que sejam facilmente encontrados por qualquer pessoa.

O conceito pode ser resumido em uma frase: um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. Para implementar o Seiton, siga estes passos:

  1. Determine locais apropriados;
  2. Identifique quais itens serão colocados nesses locais, levando em conta o fluxo de trabalho e a eficiência da operação;
  3. Identifique todos os itens e sua quantidade necessária.

Seiton (organização)


É interessante garantir que todos presentes naquele local de trabalho sejam informados sobre o posicionamento dos equipamentos.

Classifique cada armário e gaveta com uma etiqueta mostrando o que existe dentro. Além disso, é importante delinear as áreas designadas para equipamentos, suprimentos, áreas comuns e zonas de segurança:

  • Linhas divisórias para definir corredores e estações de trabalho;
  • Linhas de marcação para mostrar o posicionamento de equipamentos;
  • Linhas de alcance para exibir a área de funcionamento de equipamentos e portas;
  • Setas para indicar direções.

Setas indicando direções

3. Seiso (Limpeza)

O terceiro senso significa manter a área de trabalho limpa e em boas condições para um ambiente saudável e seguro. É possível implementar este conceito seguindo estas diretrizes:

  1. Determinar o que será limpo;
  2. Dividir o local de trabalho em “áreas de limpeza”, e então nomear as pessoas que serão responsáveis para cada área;
  3. Estabelecer os métodos de limpeza: o que, onde, quem, quando e como;
  4. Aplicar os sensos anteriores aos produtos de limpeza, deixando-os organizados e guardados de maneira fácil de achar, usar e retornar;
  5. Incorporar uma inspeção sistêmica de limpeza na empresa.

Resultado da aplicação do Seiso (limpeza)

4. Seiketsu (Padronização)

O quarto senso não é uma atividade, mas uma condição. Eleconsiste na criação de uma série de procedimentos para manter os primeiros 3S. Na verdade, é a condição existente quando os 3S são mantidos de maneira correta.

Ao implementar o Seiketsu, preste atenção nesses itens:

  • Decida qual pessoa será responsável por manter as condições necessárias para o funcionamento dos 3S;
  • Evite contratempos com a integração da manutenção diária;
  • Avalie o nível de manutenção.

O Seiketsu tem a ver com a parte visual do 5S, pois qualquer pessoa deve ser capaz de distinguir as condições normais de quando ocorre algum problema apenas com uma olhada rápida.

Quando o mesmo problema se repete muitas vezes, é preciso partir para a próxima fase, prevenção e análise de causa raiz:

  • Por que estamos acumulando itens desnecessários? (Organização preventiva);
  • Por que as ferramentas e equipamentos não são retornadas para o lugar certo? (Ordenação preventiva);
  • Por que o chão está sempre sujo? (Limpeza preventiva).

5. Shitsuke (Autodisciplina)

Por fim,o último senso fala sobre o fato de tornar a manutenção dos procedimentoscorretos como um hábito. Você pode usar pôsteres, paineis, informativos internos e visitas a outros departamentos para assegurar o sucesso do programa.

Além disso, você pode seguir estas dicas:

Antes aplicação do 5S

Resultado da aplicação do 5S


Agora, vou explicar para você como o ciclo PDCA pode ajudar na implementação das etapas que citei acima. Mas antes, vamos começar entendendo o conceito básico: o que é o ciclo PDCA?

O que é o Ciclo PDCA?

O ciclo PDCA, também conhecido como “ciclo de Deming”, foi criado na década de 50 com o objetivo de identificar o motivo pelo qual alguns produtos falharam em suprir as necessidades dos clientes.

O método é utilizado até hoje por gestores para desenvolver hipóteses sobre o que precisa de mudanças, e então testar essas hipóteses em um ciclo recorrente de feedback.

O PDCA consiste em uma abordagem de quatro estágios para melhoria contínua de processos, produtos e serviços, e para resolver problemas. A metodologia envolve o teste de possíveis soluções, avaliação dos resultados e implementação daquelas que são as melhores para solucionar o problema.

Fundamentalmente, os quatro estágios são:

Ciclo PDCA

P = “Plan” (Planejar/ Preparar)

 D = “Do” (Fazer/ Aplicar)

  • Implementação do plano de ação definido na fase P;
  • Teste da potencial solução, de preferência em uma escala reduzida.

C = “Check” (Controlar/ avaliar)

A = “Act” (Agir)

  • Tomada de ações corretivas para os possíveis problemas encontrados na fase C;
  • Padronização do melhor resultado para obter durabilidade;
  • Definição de objetivos para novas melhorias.

Vamos entender agora como esses estágios do ciclo PDCA podem ajudar na implementação do 5S.

Como o PDCA é Utilizado na Implantação do Programa 5S?

Como dito anteriormente, o ciclo PDCA é um dos melhores métodos para implementar a filosofia 5S em uma empresa. Para isso, devem ser  seguidos os seguintes passos:

1. P (Preparação)

  • Encontre os meios necessários para obter o conhecimento detalhado sobre a utilização da abordagem 5S;
  • Defina o setor inicial em que o método será aplicado e quais os indivíduos envolvidos;
  • Crie um “comitê de implantação” e defina os papeis de cada colaborador;
  • Planeje o progresso do projeto;
  • Defina os indicadores de sucesso;
  • Faça campanhas de conscientização sobre o 5S dentro da organização.

2. D (Aplicação)

  • Implemente cada passo do plano que foi definido na fase anterior;
  • O gerente do projeto deve seguir cuidadosamente a programação que foi estabelecida;
  • O acompanhamento regular por parte do gestor é elemento crucial para garantir o sucesso do projeto.

3. C (Controle)

  • Compare o progresso atingido com os objetivos que foram fixados inicialmente;
  • Utilize os indicadores de sucesso escolhidos na etapa de planejamento;
  • Faça uso de métricas que avaliam processos e resultados.

4. A (Ação)

  • Faça a análise da causa raiz (pode-se utilizar os 5 Porquês) dos problemas identificados na fase anterior;
  • As ações corretivas devem ser incluídas no plano de ação; 
  • Formular relatórios detalhados sobre o progresso, o que é importante para o reconhecimento das vantagens do processo e para a generalização do 5S em outras áreas da organização.

Preparado para começar a implementação do programa 5S na sua empresa com o auxílio do PDCA? Espero que sim!


Dica de ouro!

Você deseja ter a capacidade de entender a percepção de qualidade pelo seu cliente e ainda ser capaz de melhorá-la?

Então chegou a hora de adotar o Lean Manufacturing! Se você quer ter resultados como a Toyota, cujo resultado líquido subiu 29,4% e, após uso da metodologia, vendeu 7,4 milhões de carros, faça o nosso curso Fundamentos de Lean Manufacturing!

Com ele, você aprenderá a focar nas causas e soluções de um problema, além de gerir e metrificar processos de forma a alavancar os resultados de sua empresa!

Já que, você estará apto a aplicar os 5 princípios Lean, identificar os 8 desperdícios da sua empresa e quais processos agregam valor ao seu produto, aplicar as técnicas de 5W2H e PDCA para soluções de problemas, além de se tornar capaz de elaborar Histogramas, Diagramas de Fluxo, Gráfico de Pareto, Diagrama de Ishikawa e Carta de Controle e muito mais!

Então, que tal aprender mais sobre esse pensamento enxuto e ainda conhecer a plataforma da Voitto? É só usar o cupom BLOG100 e começar a se capacitar gratuitamente!

Esperamos você para estudar com a gente e depois publicar o certificado no LinkedIn, hein? Clique no botão abaixo e saiba mais!

Clique aqui e saiba mais!

Thiago Coutinho

Thiago Coutinho

Thiago é formado em Engenharia de Produção, pós-graduado em estatística e mestre em administração pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Black Belt em Lean Six Sigma, trabalhou com metodologias para redução de custos e otimização de processos na Votorantim Metais, ingressando posteriormente na MRS Logística como trainee, onde ocupou posições de gestor e especialista em melhoria contínua. Com certificação Microsoft Office Specialist (MOS®) e Auditor Lead Assessor ISO 9001, atendeu a diversas empresas em projetos de consultoria, além de treinamentos e palestras relacionadas a Lean Seis Sigma, Carreira e Empreendedorismo em congressos de renome nacional como o ENEGEP (Encontro Nacional de Engenharia de Produção) e internacional como Congresso Internacional Six Sigma Brasil. No ambiente acadêmico atua como professor de cursos de Graduação e Especialização nas áreas de Gestão e Empreendedorismo. Empreendedor serial, teve a oportunidade de participar de empreendimentos em diversos segmentos. Fundador do Grupo Voitto, foi selecionado no Programa Promessas Endeavor, tendo a oportunidade de receber valiosas mentorias para aceleração de seus negócios. Atualmente é mentor de empresas e se dedica à frente executiva da Voitto, carregando com seu time a visão de ser a maior e melhor escola on-line de gestão do Brasil.

O que é e como funciona o Lean Seis Sigma?

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2024 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

O Que é E Como Funciona O Lean Seis Sigma?

Para baixar o material, preencha os campos abaixo:

Possui graduação completa?

Concordo em receber comunicações de acordo com a Política de Privacidade.