CURSO GRATUITO

INSCRIÇÕES ATÉ

21/06

Inscreva-se agora

O que é Just In Time?
Objetivos do Just in Time
Quais as vantagens e desvantagens do Just in Time?
Características do Just in Time
Como implementar o Just in Time em sua empresa?

Entenda o que é o Just in Time e como esse método pode otimizar seus processos

Aprenda tudo que precisa sobre o Just in Time e veja como esse famoso sistema de produção é capaz de transformar seu negócio.

Thiago Coutinho
Por: Thiago Coutinho
Entenda o que é o Just in Time e como esse método pode otimizar seus processos

Você conhece alguma pessoa que não goste de ter seus desejos atendidos na hora? Bom, eu não conheço! Sabia que atender pedidos exatamente no momento que são feitos é a premissa básica do sistema Just In Time?

Sem você perceber, muitas empresas que estão no seu dia-a-dia, seja do ramo alimentício, de vestuário ou de qualquer outro já adotaram esse famoso tipo de produção.

Para ter todas suas dúvidas respondidas, basta ler esse artigo até o final! Por isso, neste artigo nós veremos:

  • O que é Just in Time;
  • Como surgiu o Just in Time;
  • Objetivos do Just in Time;
  • Quais as vantagens e desvantagens do Just in Time?
  • Características do Just in Time;
  • Como implementar o Just in Time em sua empresa?

O que é Just In Time

O Just in Time ou ‘’no momento certo’’ é uma filosofia de reorganização para alavancar o sistema produtivo e eliminar os desperdícios. Ele tem como objetivo reduzir os custos por meio de fornecimento e de produção dos materiais na quantidade e locais corretos, além de ser na hora que o cliente necessita.

Com esse objetivo, no just in time, a empresa passa a usar de forma mais enxuta possível os equipamentos, materiais, instalações e também o recurso humano.

É importante ressaltar que para caracterizar como um modelo just in time, é preciso que se utilize o mínimo da mão-de-obra, equipamentos e matérias-primas. O Kanban é a ferramenta mais adequada para “puxar a produção” a partir da procura do cliente.

Mas o que é isso? É o nome dado aos coloridos cartões que são utilizados para autorizar a produção e a movimentação de todos materiais durante o processo de produção.

Como funciona o Just in Time?

O sistema just in time funciona de maneira a ajustar as operações e as execuções conforme as necessidades, objetivando estabelecer uma cadeia de produção mais precisa.

Em outras palavras, o processo de produção deve ocorrer em tempo estabelecido, não podendo adiantar nem atrasar. Assim, esse sistema garante constante fluxo de estoque, além de diminuição de resíduos.

 Como surgiu o sistema Just In Time?

Apesar de ter um nome em inglês, o Just in Time (JIT), surgiu em terras japonesas, no princípio dos anos 50, depois dos estragos causados pela 2ª Guerra Mundial.

Com essa destruição, o país precisava se reformular por completo, desde as necessidades mais básicas, como alimentação e moradia, como também no setor automobilístico.

Mas qual era o sistema de produção de automóveis vigente até então? Era o Fordismo, a produção “em massa”. Ele se caracterizava principalmente por um alto volume de produção, alto nível de estoques, e pouca variedade de produtos.

E é aí que a Toyota Motor Company entrou em ação! Ela implementou um modelo de produção que ia à contramão do que o Fordismo pregava, o Toyotismo..

Toyotismo

O Toyotismo surgiu no final da década de 1970, sendo um modelo que pôde coordenar a produção de acordo com necessidade específica do cliente, ou seja, produzir somente o que o cliente deseja, no momento certo e na hora certa!

Ah legal, mas quais foram os diferenciais desse sistema? Com o pensamento de produzir apenas o que o cliente solicita no tempo certo, é possível reduzir o estoque para o mínimo, conseguindo uma maior diversificação dos produtos e uma grande redução nos desperdícios.

Objetivos do Just in Time

Os principais objetivos do Just In Time são a redução de custos e desperdício dentro de uma organização, através da melhoria contínua.

A cultura japonesa tem grande influência no método, os colaboradores estão sempre em busca de otimizar os processos, evitando possíveis falhas e mantendo a qualidade do produto final.

Através da metodologia os problemas na linha de produção são reduzidos de forma significativa, evitando superprodução, diminuindo tempo de fabricação e espera, produtos não conformes e gastos com transporte.

Além de seus objetivos, o just in time possui princípios bem estabelecidos, sendo eles: qualidade, flexibilidade, velocidade e confiabilidade.

Quais as vantagens e desvantagens do Just in Time?

A principal vantagem do Just In Time é a redução dos estoques, pois os mesmos demandam espaço e pessoas dedicadas a controlar os produtos. Esse gerenciamento traz gastos com mão de obra e geralmente apresenta gargalos, pois o controle deve ser minucioso.

Outra vantagem é o controle do processo de fabricação por completo, desta forma é possível impedir que os erros se arrastem causando problemas significativos. Além disso, como o processo é flexível, os colaboradores têm mais tempo para realizar suas funções com qualidade.

As desvantagens estão relacionadas com o fato de que o Just In Time funciona bem com empresas que possuem uma certa estabilidade no quesito fornecedores além de um bom planejamento.

A empresa que pretende adotar a metodologia tem que conhecer seus processos e adotar um nível de estoque de acordo com sua realidade.

Características do Just in Time

São muitas as características do sistema just in time e neste artigo vou listar e explicar 9 delas. Está preparado? Então, vamos lá!

1. Máquinas sequenciadas de acordo com o processo 

No just in time, você cria um fluxo na empresa, o que facilita o movimento dos materiais, otimizando o processo. E se as máquinas não estiverem no fluxo correto?

Terá que “ir e voltar” constantemente, gerando movimentos desnecessários para o processo, e consequentemente, não agregando valor.

2. Equipamentos pequenos e baratos 

Para o just in time, é necessário para o processo máquinas flexíveis, que fazem justamente o que você precisa. Não é preciso ter equipamentos com capacidade de produção muito superior do que precisa.

Mas e se a demanda aumentar? Nessa situação é importante fazer uma projeção do quanto vai aumentar, e assim, de acordo com ela, aumentar a quantidade de máquinas e a forma delas produzirem.

Pois se não for feito dessa forma, você irá gastar muito com a manutenção desses equipamentos, gerando custos desnecessários. Afinal, quanto menos gastos, melhor!

3. Fluxo de uma peça só 

Essa característica do just in time é de extrema importância para o sistema Just In Time. Trabalhar com uma peça por vez gera um trabalho mais específico. Isso gera alguns benefícios, mas o principal deles é: não criar lotes intermediários no processo produtivo.

Eliminando um dos desperdícios, melhorando processo como um todo, e agregando valor.

4. Célula em “U”; sentido anti-horário 

Organograma

Como assim célula em “U”? Fazer com que o layout das máquinas do processo seja em forma da letra “U”.  Pois assim as extremidades das linhas estão mais perto uma da outra.

O benefício de se fazer isso é gerar uma comunicação muito mais próxima entre os colaboradores, fazendo com que eles se ajudem e compartilhem as atividades. E por que tem que ser no sentido anti-horário?

A resposta é mais simples do que você imagina! A maioria dos colaboradores são destros, com isso, fica mais fácil para trabalhar, o que contribui para um trabalho mais rápido e contínuo no just in time.

5. Operadores multifuncionais 

Multi task

O just in time prima pelos colaboradores “camaleões”, ou seja, aqueles que se adaptam a qualquer ambiente. Isso é muito importante, para que, justamente dentro de uma célula, eles possam trocar de postos de trabalho.

Caso algum operador não possa ir trabalhar, é possível substituí-lo, sem perdas muito drásticas, e não comprometendo o processo como um todo

6. Trabalhadores em pé, movendo enquanto trabalham 

Trabalhar sentado é muito mais confortável, eu sei. Mas isso no futuro pode ser muito prejudicial para a saúde, gerando danos à coluna.

Assim, você consegue melhorar o ambiente de trabalho, melhorando o processo, os postos, e claro, a ergonomia do colaborador.

7. Operações ergonomicamente corretas 

Essa característica do just in time basicamente está dentro da anterior. Ela visa tirar as cadeiras, elevar o nível das mesas na altura dos trabalhadores, para que eles possam trabalhar de forma correta.

Ninguém merece ficar com dor, não é mesmo? Pois isso tem que ter essas mudanças nos ambientes de produção, para evitar esses problemas com a saúde.

8. Produção do sentido de Tempo Takt 

Não, não estou falando grego. Na verdade, estou falando alemão. Taktsignifica ritmo. Com isso, é importante para o processo trabalhar em ritmo constante. Ou seja, no just in time não pode haver interrupções durante a produção.

Para controlar você ver se realmente está trabalhando em ritmo, de forma correta e atendendo as necessidades do seu cliente, você pode criar uma tabela visual, chamada “tabela hora-hora”.

Assim pode ver quantas peças produziu durante uma hora e se conseguiu produzir aquilo que foi estipulado previamente.

9. Operações Standard: definidas e implementadas 

Chegamos na última característica do just in time. Ela tem como propósito de que cada trabalhador tem que executar os seus trabalhos de uma forma padrão, já estabelecida. Todos eles são previamente treinados para fazer de acordo com esse processo padrão.

Com todos seguindo de forma harmoniosa esse processo padrão, as atividades serão realizadas com uma maior rapidez e também com uma qualidade superior. Caso queira saber mais sobre essas importantíssimas caraterísticas, te convido a assistir esse curto vídeo.

Nele, o renomado consultor Júlio Briales, fala sobre cada uma delas, e como funcionam na prática.

Como implementar o Just in Time em sua empresa?

Para implementar o sistema just in time é fundamental estabelecer previamente as seguintes ações:

  • Organizar: deve-se monitorar os dados em tempo real, para, então, organizá-los no intuito de  impulsionar a produtividade dos operadores;
  • Capacitar: é necessário conhecimento e treinamento para melhorar a qualidade e melhorar os processos; 
  • Comunicar: o alinhamento em todas as esferas é imprescindível para a engrenagem funcionar e os feedbacks ajudam na melhoria contínua;
  • Definir metas: as encomendas de matéria-prima de produção devem ter exatidão de quantidade para a produção ser considerada puxada.

Se você gostou do sistema Just In Time, vai amar o Lean Manufacturing!

Aprenda muito mais sobre Lean Manufacturing com o curso Lean Manufacturing de A a Z!

Parte do grande sucesso da Toyota se deve aos funcionários que mudaram totalmente a realidade desta indústria com seu sistema de produção. O resultado líquido subiu 29,4% e, após uso da metodologia, vendeu 7,4 milhões de carros

Com o curso Introdução ao Lean Manufacturing você será capaz de  focar nas causas e soluções de um problema, além de gerir e metrificar processos de forma a alavancar os resultados de sua empresa!

Então, que tal aprender mais sobre esse pensamento enxuto e ainda conhecer a plataforma da Voitto? É só usar o cupom BLOG100 e começar a se capacitar gratuitamente!

Nós da Voitto preparamos um presente especial e gratuito para você! Baixe agora nosso Ebook Lean Manufacturing de A a Z, e aprenda tudo sobre essa poderosa ferramenta focada em redução de desperdícios.

Com esse ebook você aprenderá quais são os tipos de desperdícios existentes, quais as métricas Lean, quais as ferramentas de melhoria, como adotar o Lean Manufacturing na sua empresa e muito mais!

Gostou? Clique logo abaixo para fazer o download!

Ebook do Lean Manufacturing de A a Z

Thiago Coutinho

Thiago Coutinho

Thiago é formado em Engenharia de Produção, pós-graduado em estatística e mestre em administração pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Black Belt em Lean Six Sigma, trabalhou com metodologias para redução de custos e otimização de processos na Votorantim Metais, ingressando posteriormente na MRS Logística como trainee, onde ocupou posições de gestor e especialista em melhoria contínua. Com certificação Microsoft Office Specialist (MOS®) e Auditor Lead Assessor ISO 9001, atendeu a diversas empresas em projetos de consultoria, além de treinamentos e palestras relacionadas a Lean Seis Sigma, Carreira e Empreendedorismo em congressos de renome nacional como o ENEGEP (Encontro Nacional de Engenharia de Produção) e internacional como Congresso Internacional Six Sigma Brasil. No ambiente acadêmico atua como professor de cursos de Graduação e Especialização nas áreas de Gestão e Empreendedorismo. Empreendedor serial, teve a oportunidade de participar de empreendimentos em diversos segmentos. Fundador do Grupo Voitto, foi selecionado no Programa Promessas Endeavor, tendo a oportunidade de receber valiosas mentorias para aceleração de seus negócios. Atualmente é mentor de empresas e se dedica à frente executiva da Voitto, carregando com seu time a visão de ser a maior e melhor escola on-line de gestão do Brasil.

Clique aqui e saiba mais!

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2024 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Curso Gratuito] Treinamento De White Belt Em Lean Seis Sigma

Para baixar o material, preencha os campos abaixo:

Possui graduação completa?

Concordo em receber comunicações de acordo com a Política de Privacidade.