O surgimento da Lei Geral de Proteção de Dados Gerais (LGPD) revela a importância de termos segurança ao navegarmos na internet. A fim de atingir a segurança de dados digitais, surgiu o conceito de Web 3.0, a nova proposta de estrutura da internet com princípios de descentralização da tecnologia de rede blockchain.

Quer entender mais sobre isso? Confira o que encontrará no texto:

  • O que é Web 3.0?
  • A evolução da internet;
  • Qual o impacto da Web 3.0 para as pessoas e empresas?

Preparado para conhecer a Web 3.0? Vamos lá!

 

O que é Web 3.0?

 

A Web 3.0 (também conhecida como Web3, Web 3 ou Web Semântica) é nova estrutura da internet, proposto por Tim Berners Lee, que une tecnologia de inteligência artificial, machine learning e a descentralização de uma rede peer-to-peer para criar uma experiência de usuário otimizada e segura.

Como assim?

Olha, antes de tentar entender mais o que é a Web 3.0, vamos primeiro conhecer o que veio antes: a Web 1.0 e a Web 2.0.

 

A evolução da internet

 

A internet mudou significativamente desde quando foi criada. Vamos entender cada uma das fases agora mesmo!

 

Web 1.0

A Web 1.0 é a fase logo após a criação da internet. O conhecimento se tornou amplamente difundido, pois o principal conteúdo disponibilizado eram páginas institucionais e enciclopédias online.

No entanto, nessa fase, os usuários eram apenas consumidores de conteúdo. Não havia espaço para comentários, interações e compartilhamentos. As páginas eram estáticas e um pequeno grupo de empresas eram responsáveis pela criação do conteúdo, semelhante à TV e ao rádio.

 

Web 2.0

A Web 2.0 é a estrutura que caracteriza a internet atualmente. Foi criada para dar mais liberdade aos usuários. Foi nessa fase que as redes sociais e os blogs começaram a surgir!

A primeira democratizou o conhecimento. A segunda, a produção de conteúdo.

Com o passar do tempo, o volume de conteúdo digital aumentou o que impulsionou os mecanismos de busca a criarem estratégias de SEO para melhorar a experiência do usuários (UX).

O Google, por exemplo, coloca na primeira página de busca os conteúdos que ele entende como relevante. A expectativa é oferecer a resposta o mais rápido possível daquilo que você precisa saber. No entanto, esses esforços não parecem tão eficientes para assegurar a experiência ótima.

Além disso, existe outro problema! O número de pessoas conectadas à internet aumentou exponencialmente nos últimos anos.

As interações que elas fazem em redes sociais ou com simples pesquisas deixam um rastro de informações como: idade, contato, localização, preferências e assim por diante.

Diversas empresas começaram a ver nessas informações uma forma de lucro,  criando produtos customizados.

Qual o problema disso? Você passa a ser monitorado em cada ação online por vários mecanismos que podem coletar seus dados e vendê-los. Dizem que a informação é o ouro da era digital.

Você quer sair por aí distribuindo ouro para qualquer um? Certamente não! Por isso, a estrutura da internet precisa evoluir para a Web 3.0.

 

A mudança para a Web 3.0

Na Web 3.0, os recursos de inteligência artificial, machine learning e blockchain serão integrados para garantir a experiência ideal e mais segurança.

Lembra que a Web 3.0 também é chamada de Web Semântica (ou Web Inteligente)? Isso se refere à proposta de desenvolver uma estrutura que torne a comunicação humano-máquina o mais natural possível.

Por exemplo:

Web semântica

Legal não é? Sei que em algum  momento pode parecer assustador, mas perceba como a experiência com uma assistente virtual, por exemplo, traz os resultados de uma busca avançada de forma natural e personalizada!

Você pode se perguntar: mas dessa forma os meus dados continuam sendo utilizados por algum mecanismo de busca e pela assistente?

Sim, porém com a estrutura da Web 3.0 a sua conexão é descentralizada e criptografada. Dessa forma, não existe um servidor central que pode monitorar os  seus dados. Por isso que, além da experiência, a Web 3.0 propõe um ambiente virtual mais seguro.

 

E como isso, de fato, afeta a você ou a uma empresa?

 

Podemos perceber até aqui que a rede a Web 3.0 traz a experiência digital otimizada com a certeza de que você tem o controle sobre seus dados, assegurando que eles estão protegidos.

Para as empresas, o marketing se torna uma tarefa complicada. Sendo assim, as organizações precisarão rever a maneira como conduzem uma campanha. Veja bem, os dados dos usuários são o ouro da era digital! Sem eles, as empresas são afetadas.

 

Quer criar conteúdo para a web?

 

Nesse artigo você pôde entender a evolução da estrutura da internet mudando de acordo com as necessidades dos usuários e conheceu os benefícios da Web 3.0.

Enquanto ocorre a implementação definitiva da Web 3.0, você pode aproveitar a principal vantagem da rede atual: criação de conteúdo.

Já imaginou você seguindo uma carreira como desenvolvedor?

Se sua resposta sim, então você precisa aprender pelo menos uma linguagem de programação.

Quer saber por onde começar? Então confira agora mesmo o curso de fundamentos essenciais para Python. Nele você aprenderá a desenvolver algoritmos de programação e como utilizar essa linguagem para resolver problemas do dia a dia.

Comece a programar agora mesmo! Clique no botão abaixo e desenvolva seus projetos em Python.

Curso de fundamentos essenciais para Python